11 alimentos amigos para diabéticos

Uma alimentação balanceada é capaz de controlar a glicemia e reduzir os riscos do diabetes. Confira os 11 alimentos amigos para diabéticos.

emagrecer

Investir em uma dieta alimentar equilibrada é fundamental para manter os níveis de glicose no sangue saudáveis e controlar o peso. O acompanhamento de nutricionistas, médicos e psicólogos é importante para avaliar o quadro clinico de cada um e indicar os melhores alimentos. Conheça os 11 alimentos amigos para diabéticos.

11 alimentos amigos para diabéticos

1 – Carnes Magras

São ricas em proteínas, vitaminas e minerais. Porém, evite as peças com muita gordura e opte por consumi-las cozidas, assadas ou grelhadas. Dê preferência aos peixes que, além de mais magros que as demais carnes, são ricos em ômega 3, potente agente antioxidante.

2 – Frutas

São fontes de fibras e por isso ajudam na manutenção da saúde dos diabéticos. As fibras solúveis, que auxiliam na digestão e dificultam a absorção de açúcar, são encontradas principalmente nas frutas consumidas com casca, como a maçã, a pera e a ameixa.

3 – Vegetais e folhosos

Mais um grupo de alimentos rico em fibras. Além disso, alface, rúcula, repolho, espinafre e outras folhas verdes contêm nutrientes moduladores da resposta glicose-insulina. A melhor maneira de o organismo absorver todos os nutrientes é consumindo os vegetais frescos e crus.

4 – Leite e derivados

O consumo de cálcio está ligado à melhora do metabolismo da glicose. Porém, prefira os pobres em gorduras, como leite e iogurtes desnatados, de queijos brancos e ricota. Isso porque os alimentos gordurosos interferem no processo da glicemia, podendo até desenvolver diabetes em saudáveis.

5 – Grãos e cereais integrais

Os carboidratos são importantes porque são esses alimentos que fornecem energia para o metabolismo e funcionamento do corpo. A dica é escolher as versões integrais, pois são ricos em fibras, que auxiliam o funcionamento do intestino, reduzem o colesterol, aumentam a saciedade e, ainda, ajudam a controlar a liberação de açúcar no sangue.

6 – Nozes

Os minerais presentes conferem à oleaginosa propriedades vaso dilatadoras que ajudam a prevenir o estreitamento dos vasos sanguíneos, recorrentes em pessoas diabéticas.

7 – Azeite

Ele e sua grande quantidade de ômega 3 ajuda no Controle da glicose no sangue, além de manter a boa forma, evitando outras doenças.

8 – Canela

Segunde a Sociedade Brasileira de Diabetes, o consumo de Canela está associado à redução da glicose sanguínea em diabéticos do tipo 2, do triglicérides e do Colesterol ruim, o LDL. Utilize em á frutas e vitaminas para “adocicar” esses alimentos.

9 – Alho

O Vegetal tem comprovação cientifica de que auxilia na redução de açúcar no sangue. E, ainda, é rico em potássio, que repõe parte dessa substância, perdida na urina dos diabéticos. O alho também contem zinco e enxofre, que compõem a insulina.

10 – Água

A indicação é consumir diariamente cerca de dois litros do liquido, que é essencial para o bom funcionamento do organismo e para a ação das fibras.

11 – Batata Yacon

É um tubérculo com baixo índice glicêmico, pode ser consumida crua, em pedaços, batida em sucos ou até mesmo em purê e sopas. Se ingerida regularmente, a yacon é mais uma aliada para o controle da glicemia, por causa da presença de Carboidrato do tipo frutano, que age no organismo de maneira muito semelhante às fibras alimentares.

Porção ideal

Fazer refeições a cada três horas é indicado para toda pessoa que pretende se alimentar bem, nutrir o corpo e não abusar de guloseimas. A disciplina se torna essencial no caso dos diabéticos. Estar sempre saciado e fornecer os alimentos certos para o organismo auxilia o metabolismo da glicose. O ideal é fazer seis refeições por dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia. É importante lembrar que o principal para quem tem diabetes é alimentar-se de forma variada, ingerindo as porções ideais de verduras, frutas e proteínas, não havendo excesso no consumo de carboidratos e gorduras, os grandes vilões da doença.

Contagem de carboidratos

Essa prática pode ajudar no controle diário da doença. Mas, para saber a necessidade nutricional de cada um, é preciso consultar um especialista. No geral, recomenda-se que 60% das calorias diárias sejam provenientes de carboidratos. Sendo assim, em uma dieta de 1800kcal, o indicado seria ingerir 108kcal ou 270g do nutriente, que devem ser parcelados ao longo do dia.

Deixe o seu comentário!