Batata – Benefícios, Dicas e Receitas

A batata é um legume originário do continente americano, que os espanhóis levaram para a Europa no século XVI. Por suas qualidades nutritivas e por se adaptar facilmente a qualquer tipo de solo, em pouco tempo a batata transformou-se no legume mais consumido do mundo.
Atualmente ela pode ser encontrada nos mais diferentes pratos da cozinha internacional. A parte comestível da batata é o tubérculo — e não a raiz, como muita gente pensa —, ou seja, um pedaço “inchado” da parte dos talos que fica embaixo da terra. Tem casca marrom, algumas vezes
ligeiramente amarelada, lisa e com pequenos pontos, chamados nódulos ou “olhos”, por onde a batata brota quando começa a envelhecer. Embaixo da casca há uma polpa meio granulada que, conforme a variedade da planta, pode ser branca ou amarelada. Também o tamanho varia de
espécie para espécie, sendo possível encontrar desde batatas pequenas, com 3 cm de diâmetro, até grandes, de aproximadamente 14 ou 15 cm. As variedades de batata são tantas que só no Brasil é possível encontrar mais de 100 tipos diferentes sendo que, no mundo todo , existem mais de 600 tipos.

emagrecer

Valor Nutritivo da batata

A batata é considerada um dos alimentos mais importantes como fonte de energia. É muito rica em hidratos de carbono, o nutriente necessário para executar os movimentos e manter a temperatura do corpo. Além disso, a batata tem bastante água, vitamina B1 (essencial para o crescimento e estimulante do apetite), vitamina B2 (importante para a pele e para combater infecções), vitamina C e alguns sais minerais, principalmente potássio. Contudo, grande parte desses nutrientes se perde durante o cozimento. Como é pobre em proteínas e gorduras, a batata é um alimento de fácil digestão, recomendada para pessoas que precisam de dietas com baixo teor de colesterol.

Como comprar
A batata boa para o consumo, qualquer que seja a espécie escolhida, deve ter casca lisa e fina e não deve ceder à pressão dos dedos. Não compre batatas com manchas ou muitos pontos escuros, pois elas não são de boa qualidade. Evite também as que têm brotos, pois já estão velhas e sem sabor e podem provocar intoxicação — acompanhadas por cólicas, gastrite ou disenteria —, devido ao aumento de uma substância tóxica chamada solanina. Evite também as batatas de cor esverdeada, pois essa coloração é devida ao excesso de exposição ao sol, o que também provoca alteração no sabor, que fica muito amargo. Como cada variedade de batata tem características bem especiais, é importante saber em que prato vai ser usada, pois cada tipo se adapta melhor a determinada forma de preparo. Tenha em mente essas diferenças na hora da compra, para garantir um aproveitamento mais adequado do legume. A batata que tem a polpa branca e farinhosa, por exemplo, é ideal para fazer purê. A de polpa mais compacta e amarela é melhor para ser assada. Se vai ser usada com casca, escolha as batatas pequenas. Já a que tem casca amarela se caracteriza por ter pouca água, sendo ótima para frituras. Se a casca for de um amarelo bem claro, o interior tem muita água e, portanto, a batata é mais adequada para cozimento. a batata-holandesa (grande, com casca lisa e amarela) e a conhecida como casca-lavada” são espécies que rendem bem em quase todos os tipos de preparo. Na hora da compra é conveniente não adquirir muitos quilos de uma só vez. Leve também em conta tipo de preparo. No forno, a batata perde 1/4 de seu peso: frita, perde mais da metade: se for fervida, aumenta 1/ devido à água que absorve; e, na preparação do purê, seu peso dobra. Finalmente, leve em conta as seguintes medidas: 1 kg de batata rende 2 kg de purê, 1,1 kg de batata cozida, 750 g de batata assada e 400 g de frita.

Como guardar
O armazenamento da batata exige alguns cuidados especiais, para que ela se conserve em boas condições. Procure colocá-la em lugar seco e arejado, caso contrário ela começará a brotar. Proteja-a de insetos e da luz direta do sol, para que a superfície não fique esverdeada e com gosto amargo. O lugar do armazenamento também não deve ser muito quente. Nunca guarde a batata na geladeira, pois a baixa temperatura transforma o amido do tubérculo em açúcar e, depois de cozida, ela fica com sabor adocicado. Também tome cuidado para que não fiquem amontoadas, pois o abafamento provoca o envelhecimento mais rápido do legume. Para evitar esse problema, adquira gavetas de metal trançado, próprias para guardar batatas, e que podem ser fixadas em armários ou na despensa. Levando em conta todos esses cuidados, a batata se conserva em perfeitas condições durante 15 dias.

Como preparar
Cozida com casca: como a maioria dos nutrientes da batata está na parte bem próxima da casca, a melhor forma de conservar seu valor nutritivo e seu sabor é cozinhá-la sem descascar. O mesmo acontece com a batata cortada em pedaços. Antes de cozinhar. lave bem a batata sob água corrente, esfregando-a com uma escovinha para eliminar bem toda a terra. Leve ao fogo uma panela com água (apenas o suficiente para cobrir a batata). Salgue a água, sem esquecer que a batata absorve o sal com muita facilidade. Depois, quando a água estiver fervendo, junte as batatas inteiras, tampe a panela e deixe no fogo por 25 a 35 minutos. Teste o ponto de cozimento espetando um garfo ou uma agulha em várias batatas. Se o legume não estiver duro, é sinal dc que já está cozido. Retire do fogo e escorra para eliminar imediatamente a água — caso contrário, a batata continuará a absorvê-la. Para retirar a casca, deixe esfriar um pouco e depois puxe com os dedos, segurando a batata com um guardanapo. Caso você prefira cozinhar a batata em panela de pressão, diminua o tempo de cozimento para 10 a 15 minutos.

Cozida sem casca: caso seja necessário cozinhar a batata sem a casca, como para fazer um ensopado, por exemplo, descasque bem fino e com uma faca de aço inoxidável. Depois, siga as indicações dadas para batata com casca, apenas tendo o cuidado de diminuir a quantidade de sal e deixar o legume já descascado em água e sal para que não escureça, até o momento de colocar na panela. Se for preciso cortar a batata, faça-o em pedaços grandes e preste muita atenção para o ponto de cozimento, pois a batata sem casca e cortada cozinha mais rápido e corre o risco de esfarelar ou desmanchar por excesso de cozimento. Cozinhe com a panela tampada.

Cozida ao vapor: esta forma de cozimento é a que conserva melhor as propriedades nutritivas de qualquer legume. Encha uma panela razoavelmente funda com água. Coloque dentro dela um escorredor (ou peneira tipo passador). Leve ao fogo e, quando a água começar a ferver, coloque as batatas, lavadas com casca, dentro do escorredor. Tampe a panela para que possa formar vapor e deixe cozinhar durante 45 minutos. Antes de retirar, teste o ponto de cozimento com um garfo.

Assada: lave bem as batatas com a casca e depois enxugue com papel absorvente ou com um pano limpo. Fure todas as batatas com um garfo para que, durante o cozimento, o vapor possa escapar, evitando assim que estourem. Passe óleo, manteiga ou margarina em toda a superfície das batatas, para que a casca fique mais macia. Antes de ligar o forno, coloque uma folha de papel de alumínio na grade e arrume as batatas sobre ela. Se preferir, embrulhe cada batata no papel de alumínio. Desta segunda maneira, a casca fica mais macia, porém o legume fica com maior concentração de água, pois esta não evapora. Para evitar esse problema, retire o papel de alumínio 10 minutos antes de terminar de assar. Assim, a batata também pode ficar com a casca dourada. Deixe assar lentamente, por cerca de 1 hora. Caso as batatas tenham sido cozidas previamente, reduza o tempo à metade.

Frita: descasque as batatas e corte-as da forma escolhida (à francesa, em rodelas, etc.) com uma faca bem afiada ou com cortadores apropriados. A medida que for cortando, deixe-as de molho em água com sal para que não escureçam. Aqueça o óleo numa frigideira e, quando estiver bem quente, coloque uma pequena porção de batatas escorridas. Deixe fritar até que estejam douradas e macias. Retire com uma escumadeira, coloque sobre papel absorvente para eliminar o excesso de gordura e polvilhe com sal. Comece a fritar outra porção. A batata salgada depois de frita murcha menos.

Dicas de Preparo:

  • Para reaproveitar as batatas cozidas que sobraram, mergulhe-as em água quente e leve ao forno por uns 20 minutos.
  • Uma sugestão para sofisticar o sabor das batatas assadas: cubra-as com manteiga derretida e toucinho defumado frito e esmigalhado.
  • Iogurte com cebola ralada dá uma mistura muito gostosa para se colocar sobre batata assada.
  • Para assar batatas em menos tempo, coloque-as na prateleira do forno e, debaixo delas, ponha uma panela de ferro.
  • A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas do legume. Aproveite-a, juntando leite em pó e manteiga e use para fazer purê.
  • Se o purê ficou muito salgado, junte um pouquinho de açúcar e amasse bem.
  • Para dar um gostinho especial ao purê. tempere com um pouco de alecrim .
  • Acrescente toucinho defumado frito e esmigalhado ao purê. O resultado será surpreendente.

Batata Gratinada

  1. Descasque as batatas, tomando cuidado para não retirar parte da polpa.
  2. Lave sob água corrente e enxugue.
  3. Faça alguns cortes nas batatas, no sentido do comprimento.
  4. Coloque numa fôrma untada com manteiga.
  5. Salpique com sal e coloque pedacinhos de manteiga por cima.
  6. Asse durante meia hora em forno bem quente. Pincele com a manteiga derretida da fôrma.
  7. Volte a assar por mais meia hora.
  8. Alguns minutos antes de retirar do forno, polvilhe as batatas com queijo ralado.

Batatas Recheadas

  1. Sem descascar, lave e enxugue as batatas. Coloque numa assadeira.
  2. Leve ao forno bem quente e asse durante 30 minutos.
  3. Retire do forno e deixe esfriar um pouco. Com cuidado, corte a parte de cima de cada batata.
  4. Com uma colher, retire parte da polpa das batatas.
  5. Passe essa polpa pelo espremedor ou amasse-a com um garfo. Depois, acrescente os outros ingredientes do recheio.
  6. Recheie cada batata e leve novamente ao forno por mais meia hora.

Purê

  1. Cozinhe as batatas descascadas em água e sal.
  2. Quando estiverem bem macias, retire e escorra. Passe as batatas pelo espremedor ou amasse com um garfo.
  3. Refogue com temperos, leite e manteiga até conseguir o ponto certo. O purê deve ficar leve e fofo.

Dicas para preparar o purê

  • Junte 1/2 xícara de queijo prato ralado ao purê ainda quente e bata até o queijo derreter.
  • Se desejar um purê mais leve, substitua metade do leite por creme de leite fresco. Bata com bastante força.
  • Adicione 1 clara de ovo bem batida ao purê. Ele melhorará sua aparência e sabor.
  • A sobra de purê pode ser aproveitada: forme bolinhos achatados, passe-os em manteiga derretida e depois no farelo de batatinhas fritas compradas prontas. Asse em forno quente.

Croquetes de batata

  1. Descasque e lave bem as batatas.
  2. Corte em pedaços grandes.
  3. Cozinhe em água e sal durante 20 minutos.
  4. Escorra e coloque numa assadeira. Leve ao forno quente por 5 minutos, apenas para que fiquem secas.
  5. Tire do forno e passe no espremedor (ou amasse com um garfo).
  6. Refogue com temperos e gema, até formar uma massa.
  7. Deixe a massa esfriar numa tigela.
  8. Pegue pequenas porções de massa e enrole, formando rolinhos não muito finos.
  9. Corte cada rolinho em croquetes de aproximadamente 5 cm de comprimento.
  10. Passe os croquetes em ovo batido e depois em farinha de trigo. Frite em óleo bem quente.

Ninhos de batata

  1. Descasque e lave bem as batatas.
  2. Corte em tiras bem finas, se possível com um cortador apropriado.
  3. Arrume as batatas num coador de arame de aproximadamente 10 cm de diâmetro.
  4. Coloque outro coador menor dentro do primeiro e pressione as batatas.
  5. Frite durante 5 minutos, mergulhando os coadores no óleo quente. Recheie a gosto.

Salada de batata

  1. Lave as batatas e cozinhe-as com a casca.
  2. Escorra e leve novamente ao fogo, mas sem água, para que sequem totalmente.
  3. Deixe esfriar um pouco, descasque e corte em fatias de aproximadamente 0,5 cm de espessura.
  4. Coloque numa tigela e tempere segundo a receita.

Tipos de cortes para batata

Parisiense 

  1. Lave e corte as batatas ao meio.
  2. Com uma conchinha, escave as batatas, fazendo bolinhas.

Palitinho

  1. Lave e descasque batatas grandes.
  2. Apoie as batatas sobre uma tábua e corte, no sentido do comprimento, em fatias largas.
  3. Junte essas fatias e volte a cortar da mesma maneira até ficarem com a forma de palitinhos.

Palha

  1. Lave e descasque as batatas.
  2. Vá passando pelo cortador de legumes, obtendo tiras bem fininhas.

Rodelas 

  1. Lave e descasque as batatas.
  2. Coloque sobre a tábua e corte em rodelas finas.

Outras utilidades

  • Não jogue fora a água em que foram cozidas as batatas. Aproveite-a para a limpeza de talheres de prata. Mergulhe-os nessa água por algumas horas e depois enxague-os. Eles recuperarão o brilho perdido.
  • Esfregue batata crua em objetos de couro marrom. E uma eficiente maneira de limpá-los.
  • Também para eliminar baratas a batata é útil. Torre as cascas de batata e espalhe nos lugares onde elas se concentram.
  • Carimbar com batata é fácil, dá um efeito bonito e pode ser, ainda, um ótimo passatempo para a criançada. A batata cortada ao meio e esculpida (com faca ou furador) se transforma em um carimbo diferente. Para carimbar, basta passar tinta nesse alto-relevo e comprimir sobre um papel.
  • Esse método também pode ser aproveitado para estampagem de tecidos. Basta substituir a tinta guache (própria para papel) por uma adequada para tecidos.
  • Para eliminar dores de cabeça, coloque rodelas de batata crua sobre a testa.
  • A batata crua ralada combate irritações da pele, infecções e picadas de insetos.
  • Consumir batata crua também é recomendável para os que sofrem de dores de estômago e de enfermidades do intestino.
  • O suco de batata crua combate úlceras do estômago e dos intestinos. Ele deve ser tomado de vez em quando, em jejum.
  • O potássio contido na batata ajuda o organismo das gestantes a eliminar as fortes cãibras tão comuns nos últimos meses de gravidez.
  • A água da batata ajuda a dissolver substâncias tóxicas retidas no aparelho digestivo.
  • A batata serve também para amenizar o odor desagradável do cozimento da couve-flor. Basta colocar na água de cozimento uma fatia de batata crua.
  • Batata também tira olheiras. Coloque duas rodelas de batata crua sobre cada pálpebra e deixe por 15 minutos, pelo menos.
  • Limpe as telas de quadros a óleo com uma batata cortada ao meio. Passe-a levemente sobre a tela e vá trocando a fatia à medida que for ficando suja.

Dicas:

  • Para que a panela não escureça durante o cozimento da batata, coloque algumas folhas de couve na água do cozimento. Ou coloque um pouco de óleo na água.
  • O óleo na água de cozimento também evita que as batatas cozidas sem casca se desmanchem ou grudem no fundo da panela.
  • Para que a batata fique clarinha, adicione 1 colher (chá) de vinagre ou de limão à água de cozimento.
  • Se for cozinhar batatas para usar durante alguns dias, acrescente 1 cebola à água de cozimento. Isso evitará que elas escureçam.
  • As batatas assarão mais depressa se forem fervidas em água e sal por cerca de 10 minutos, antes de irem ao forno.
  • Se for feito um pequeno corte em cada batata antes de colocá-las no forno, elas também vão assar mais rapidamente.
  • Alguns minutos antes de assar, esfregue a casca das batatas com urna casca de limão. Elas ganharão um sabor especial.
  • Quando for requentar purê, coloque-o numa panela em banho-maria, por uns 20 minutos. Depois de aquecido, bata bem. Ele ficará macio como o purê feito na hora.
  • Quando as batatas são cozidas demais, o purê fica aguado. Para deixá-lo no ponto, basta salpicar a mistura com um pouco de leite em pó.
  • Um bom truque para que as batatas não encharquem quando fritas: coloque 1 cebola cortada em, fatias na salmoura em que ela fica de molho. A cebola poderá ser aproveitada depois em molhos e temperos.
  • Para a batata palha ficar bem sequinha, antes de fritar deixe-a de molho por uns 30 minutos em água fria, dentro da geladeira.
  • Para que as batatas cortadas em rodelas finas (tipo “chips”) fiquem sequinhas, deixe-as de molho por 15 minutos em água com vinagre.
  • Use este truque para que as batatas fritas não murchem: depois de escorridas, coloque numa panela e cubra com papel impermeável. Tampe a panela e só retire o papel na hora de servir.
  • Para que as batatas fritas fiquem bem sequinhas, experimente colocá-las, depois de fritas, numa fôrma e deixá-las no forno por alguns minutos, cuidando para que não passem do ponto e escureçam.
  • Quando salgar a batata na água fria, tome cuidado para não deixá-la de molho por muito tempo, pois isso pode amolecê-la.
  • As batatas ficam melhores se forem fritas aos poucos, sem deixá-las corar e, na hora de serem servidas, voltarem a ser fritas em gordura bem quente, até ficarem douradas.
  • Antes de temperar batatas para salada, umedeça as rodelas cozidas com um pouco de vinho branco. O prato ficará mais macio e saboroso.
  • Batata também é um ótimo acompanhamento para aperitivos. Pode-se cozinhar batatas bem pequenas e depois fritá-las, em manteiga ou margarina, até dourarem. Ou então passe em manteiga derretida e salpique com salsinha picada.
  • Antes de fritar bolinhos de batata, passe-os em clara de ovo batida. Isso evitará que desmanchem durante a fritura.
  • Para conseguir rodelas de batata da mesma espessura, use um cortador de ovos.
  • Uma colher de leite despejada sobre batatas preparadas para salada dá um gosto especial ao prato. Além disso, você não precisa usar muito óleo no tempero.
  • Cozinhe batatas para salada com a casca. Descasque-as quando ainda estiverem mornas e corte como a receita recomenda.
  • No caso de ter descascado batatas demais, cubra a sobra com água fria e adicione gotas de vinagre. Dessa maneira, elas poderão ser conservadas por até 4 dias.
  • A maneira mais prática de se aproveitar sobra de batata é transformá-la em purê e adicionar a essa massa ovos, cheiro-verde, queijo ralado e um pouco de farinha de trigo. Depois, frite a mistura em forma de bolinhos.
  • Outra maneira interessante de aproveitar sobras de batata: junte peixe e cheiro-verde e leve a mistura ao forno. Sirva com molho de tomate. Para conservar a cor de batatas descascadas, basta cobri-las com uma camada de farinha de trigo.
  • Para aumentar o valor nutritivo da batata, combine-a com diversos alimentos. Para compensar sua falta de fósforo, por exemplo, prepare-a com ovos. Para acrescentar gorduras e vitaminas A e D, misture-a com azeite ou manteiga.
  • Adicione batatas cruas e cortadas a sopas ou ensopados que ficarem salgados demais. As batatas irão absorver o sal durante o cozimento. Depois de pronto o prato, elimine as batatas.
  • Se as batatas estiverem murchas e moles, coloque-as em água gelada por meia hora e elas ficarão firmes novamente.

Curiosidades:

  • Somente quando o botânico francês Antoine Augustin Parmentier descobriu. em 1769, seus valores nutritivos é que a Europa realmente passou a aceitar a batata como alimento?
  • No princípio, a batata era consumida apenas cozida em água e sal?
  • Foram as tribos indígenas da América do Sul que primeiro cultivaram a batata?
  • O cultivo da batata foi introduzido rapidamente no Peru e no Equador, devido ao tipo de solo desses países, muito apropriado para o cultivo desse legume?
  • Foram os colonizadores espanhóis que levaram a batata para a Europa?
  • O uso da batata passou a ser mais difundido quando Luís XVI, rei da França, a impôs como alimento para substituir o trigo, que se tomara escasso?
  • Antes dessa atitude do rei francês , a batata era considerada apenas uma planta ornamental na França?
  • A batata foi primeiramente usada na Inglaterra como complemento de pratos à base de peixe e carne?
  • Nos países europeus a batata foi considerada, durante muito tempo, alimento próprio para galinhas e porcos?
  • Atualmente o continente europeu é o maior produtor e consumidor de batata?
  •  Em muitos países, em que o clima não favorece o cultivo de frutas frescas, extrai-se da batata a vitamina C necessária à dieta da população?

Deixe o seu comentário!